Rede Fonias Juruá: Tecnologia, Território e Cultura para Além da Última Milha da Rede Mundial

A proposta deste trabalho é descrever e analisar uma experiência recente de implementação de um projeto cultural voltado para a instalação de uma rede de radiofonia na Reserva Extrativista Alto do Juruá (AC). Seu objetivo será o de refletir sobre as implicações de tal experiência, dotada de forte  caráter tecnológico uma vez que suas atividades consistiram na instalação de uma infraestrutura de comunicação, ter sido realizada dentro do campo da cultura. Elaborado a partir de uma demanda social formalmente apresentada na forma de Plano de Manejo produzido para o ICMBio, o projeto também está diretamente vinculado a questões que remetem à gestão territorial. A experiência analisada também suscita uma reflexão sobre o gap infraestrutural de redes de comunicação e informação em áreas rurais e de floresta da Amazônia, a chamada última milha para a rede de informação e de comunicação mundial. Para realiza-la analisaremos um experimento de transmissão de dados digitais através de rádio de ondas curtas realizado pelo projeto, que constitui uma experiência, provavelmente inédita, que consideramos bastante profícua tanto em termos de possibilidades técnicas, quanto de implicações políticas.

Palavras-chave: redes de conhecimento; implementação tecnológica (radiofonia); povos tradicionais (seringueiros da Reserva Extrativista do Alto do Juruá/AC)

Baixar o PDF